sexta-feira, 25 de setembro de 2015

O PRIMEIRO DE MUITOS NOVOS DIAS QUE VIRÃO!



Oi gente que me lê!

Primeiramente, obrigada por estarem sempre por aqui, vocês são o porquê de eu escrever e ter vontade de postar!

Agora, uma novidade:
Este é o último post que farei neste blog Certas Linhas Tortas...! Eu que faço este blog há 9 anos!

Verdade!

Estou me mudando de maneira definitiva para o Coracional, meu novo site (www.coracional.com).

A partir de hoje meus poemas estarão na seção Meus Escritos, Poemas.
Minhas crônicas e contos, na seção Meus Escritos, Contos e Crônicas e
minhas frases e pensamentos, na seção Meus Escritos, Desvarios!

Terá também a parte Blog para que eu conte para vocês o que vai acontecendo comigo...

Lá vocês encontrarão também muito mais como: fotos, vídeos, minha história e outras coisitas que vou encontrando aos poucos. Ah, e claro!, meus livros!

Será minha nova casa virtual e terei imensamente prazer em recebê-los (as) por lá.

Espero que continuem a ler meus escritos lá no site. Vou ficar muito feliz!

Até lá, até breve! Continuemos nossa caminhada!

Site Coracional  www.coracional.com


quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Canto passarinho



Na árvore
os passarinhos
cantam.
Fazem seus ninhos.
Perto, ali perto, no chão eu canto.
Canto passarinho.
Só pra mim mesma.
Só pra eu ouvir, mais ninguém.
Meu canto não tem palavras e não se traduz.
Não seduz.
Faz as vezes de um hino
onde o que há de mais lindo
é aquilo que se ouve e não perturba...
canto passarinho...
canto e o passarinho canta
nós cantamos, assovios imitados pelo vento
que agora também canta!


quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Balé



Um passo
dois passos
passos para um lado, para outro
para frente e para trás.
Um pequeno salto
um rodopio pelo chão
outro nos ares do alto.
Dança, dança a menina...
baila, baila a bailarina.
Vestida de sonhos e tule
embevecida com o precioso som
enternecida pelo gracioso movimento...
Ela não sorri. Seus olhos estão fechados...
Tudo é tão perfeito!
Suas pernas e braços, suas mãos...
parece um pássaro!
E entre todos os seus volteios, passo após passo...
ela se inclina diante da música
reverencia o criador de toda aquela harmonia...
Dança, dança a bela dançatriz
baila, baila e seu bailar é tão feliz...!
Um passo
dois passos
cada passo mais próximo
da perfeição.




Imagem by Favim.com-art

terça-feira, 22 de setembro de 2015

A árvore e o poeta



O poeta, hoje com as palavras guardadas
no bolso, na gaveta e mesmo só na mente
reverencia aquelas por ele tão amadas
e que em vida lhe dão sombra em dias quentes...


Pois além de solidárias e companheiras
são elas ainda que lhe dão os frutos
amadurecendo em seus galhos toda a feira
e entregando o amor como tributo...

O poeta hoje não escreverá, deixará pairar palavras no céu...
Pois a árvore só depois de morta é que lhe dá o papel...


Homenagem dos poetas anônimos às heroicas árvores anônimas.


segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Poema do incerto



Descansar em ti
repousar em teus braços todos os meus abraços.
Descansar enfim
esquecer o cansaço e num desabafo entregar-me a ti.
O eterno tem duas etapas:
o início e o meio...
todos os fins se encontram
perdidos entre o certo e o errado
entre o fardo
e o presente o passado
que sente meu falar exaurido
depois do descanso
em algo tão manso
quanto o amor prenunciado
desejado e realizado.


sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Sem contar as horas

O tempo vive na ponta
da minha língua
que conta as horas...
na minha cabeça tonta
vive também o tempo
quando perco os sentidos
e não faz mais sentido
contar as horas...
Não quero que o tempo passe.
Fecho os olhos e espero que ele não passe.
Um aperto no estômago de vê-lo voando
tão depressa... tão depressa... tão cheio de pressa...
o tempo que não faz concessões
para quem conta suas horas
ou as deixa apenas passar.







quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Só pra constar

Estou a mil por hora renovando meu site Coracional! (www.coracional.com)
Em breve ele estará pronto e terei um imenso prazer em receber vocês por lá!

O site terá meus livros, textos meus de todas as épocas da minha vida e também outras coisas... que eu contarei depois...!

Tenho estado também presente lá no Facebook, dá uma olhada lá e espero que goste e curta a página...

https://www.facebook.com/jacqueaisenman

E no meu trabalho com o Varal, semana que vem terá a edição especial sobre Paz que será distribuída em PDF e estará disponível para download no site do Varal.

Até!

Imagem by Maegondo

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Pausas



Um pausa.
Uma pequena pausa.
Porque pausas são pequenas.
Se são grandes fogem e se transformam...
deixam de ser pausas.
Pausa para reflexão. Entre as ações.
Pausa para descanso. Entre os passos e fatos.
Entre os pássaros e os feridos.
Expiração. Inspiração. Expiração.
Respiração profunda.
Uma pequena pausa
antes do depois.




imagem by Douglas Hofmann

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Amanhã



Amanhã não é um lugar. É uma esperança. Uma espera.
Amanhã não é realização.
Amanhã não é memória.
Amanhã não é história.
Amanhã não tem mais de uma versão.
Amanhã não é
nada mais
do que o exato e
mesmo dia
de hoje
com pretensões
de ser mais
do que já pode ser agora
em suas vinte e quatro
vinte e três
vinte
dez
duas horas...
e alguns minutos
e uns poucos segundos...
ontem!


segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Triste embarcação




Ao longe a embarcação segue.
A vida segue junto, dentro, intrínseca.
Há beiras demais... de rios, de mar...
mas nenhuma para acolher a lágrima seca.
A embarcação se aproxima, lenta e tristemente
Vazia, parece um fantasma.
Não traz mais nada. Não traz mais ninguém.
Não leva mais nada. Não leva mais ninguém.
A embarcação cansada não navega mais
Pois não há mais cais
para acolher seus frutos.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails