quinta-feira, 24 de abril de 2008

MEU OLHAR BRASILEIRO: PRIMAVERA EM GENEBRA




Há poucos dias estamos com a impressão por aqui de que a primavera finalmente começou. No calendário a gente sabe muito bem que ela teve seu início no mês de março mas isto é quase ficção. Pobre da natureza que tenta lançar seus sinais... nem pensar! O inverno suíço é admiravelmente longo . Principalmente em Genebra, cidade que fica localizada em um vale, bem no meio de montanhas. Tradução? O sol se exibe pelas cidades vizinhas a poucos quilômetros de distância, desfila como um rei sobre as montanhas, mas em Genebra, quando dá as caras, vem mesmo parecendo lâmpada de geladeira: ilumina mas não esquenta.
Esta é uma das razões pelas quais a cidade internacional, repleta de organizações mundiais, é um formigueiro durante a semana e um verdadeiro deserto num fim de semana, por exemplo. Ou quase... sobram os turistas. Fim de semana por aqui só tem turista de máquinas fotográficas na mão.
De segunda a sexta-feira a cidade é um corre-corre. São dezenas de organizações internacionais, centenas de missões de países junto à ONU, consulados, etc. A população internacional é muito grande. Normalmente o Francês “seria” língua oficial do cantão (estado) de Genebra e, portanto, da cidade de Genebra. Mas são tantas pessoas vindas de tantos países, que os idiomas se misturam. Fala-se muito Inglês, Espanhol e mesmo o Português.
Quase todos os dias acontecem reuniões que são noticiadas no mundo todo: OMC, ONU, OMS... Assuntos como direitos humanos, comércio internacional, política internacional, meio-ambiente, saúde... Tudo é discutido por aqui.
Nas praias do Rio de Janeiro se cruza todas as estrelas da Globo, o pessoal até já se acostumou não é? Aqui é mais ou menos assim. Mas nas ruas. Estrelas de cinema mundial, da política, esporte, de todos os ramos. A gente cruza nas ruas, nas lojas, em tudo que é canto. E ninguém nem perde mais tempo virando cabeça, chamando a atenção (confesso que se fosse o Ayrton Senna eu seria capaz de fazer uma bobagem dessas...).
Os amigos a gente nem pensa em ver todos os dias, ou todas as semanas. A vida aqui nesta Genebra quase sempre cinzenta, é corrida mesmo. O trabalho é árduo e os feriados bastante escassos. De vez em quando se combina alguma coisa na casa de um. Com bastante antecedência que a regra daqui manda. Nada se faz em cima da hora. Nadinha mesmo. Nem festa surpresa!
E depois tem os famosos fins de semana, aqueles em que a gente corre mais do que descansa. Sábado? Fazer compras, cuidar da casa, fazer tudo o que não deu tempo pra fazer durante a semana. Domingo? Descanso supremo. Ah, quer almoçar fora domingo? Se for na primavera ou no verão é possível que encontre um local à beira do lago. No outono ou no inverno? Vá comer em casa, meu amigo. Ou então viaje, como todo mundo faz, deixando a casa pra lá e indo curtir o sol dos países vizinhos ou no alto das montanhas!!
Porque a Genebra, linda e ensolarada dos calendários, fica para os turistas!


(Uma foto dos meus vizinhos, o Alto Comissariado para os Refugiados, organização da ONU que fica ao lado aqui de casa)

7 de papo!:

Isa disse...

Tudo é bem mais bonito pro turista, né?
Digo, eles vêem beleza em tudo porque estão em tal lugar exatamente pra isso. Mas depois de um tempo perde a graça...
Todo mundo devia ser turista da própria casa e da própria vida de vez em quando. Voltar a ver as coisas ao seu redor com aquele entusiasmo de antes. Aff, mas isso é tão complicado!!
O céu aí parece ser muito lindo! Dá pra ver bem as estrelas à noite? Eu amo isso, mas aqui em São Paulo é nublado quase o tempo todo, chega a ser frustrante!

Beijos!!!
Ah! E tenha ótimos domingos!!!
Beijos²!!

Jacqueline disse...

Oi Isa! Pois é... o céu até que é bonito de vez em quando sim, mas na maioria do tempo é cinzento, muito cinzento. E estrelas, como no hemisfério sul, nem pensar! Vejo a diferença por exemplo quando vou à Laguna, em Santa Catarina, inverno ou verão as estrelas estão lá, marcando ponto no céu, brilhando e iluminando as noites da gente. Aqui, quando se vê brilho no céu em geral é avião...
beijos pra ti menina!!

rita disse...

Como diria o meu amigo Domingo Sarti: é um sol de plástico! não esquenta a gente!
rsrsrs
bjocas, vô drumi!

Valmir Guedes Jr. disse...

Que ótimo esse teu olhar sobre Genebra, Jacque, estou curioso para saber mais, principalmente o que a gente não obtém nos canais internacionais ou via net.
Quais são os pontos turísticos? O que mais deslumbra o turista fazendo ele sacar a maquininha?
E barzinhos? E restaurantes?

rita disse...

esse walmir: já quer saber os lugares de mé, como diria o mussum!
rsrsrs
bjos
sexta feira!
mas ainda não acabou não.... ainda tenho aula de manhã e um bailho gaúcho e uma festa de ogum à noite!
eita!
que venha a 3ª idade! ahahaha

Jacqueline disse...

Que bom gente!! Pois é Valmir, tá vendo como o nosso papo valeu a pena? Não saiu pela outra orelha não viu!! Agora de vez em quando vou soltar o verbo e contar as coisas aqui da terra friaaaaa...
abração Valmir, beijokas Titi!!!

julita disse...

Adorei conhecer um pouquinho sobre Genebra.
Conta mais,conta mais...
É isso que queríamos.
Bjos.
Julita.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails