sexta-feira, 20 de junho de 2008

PAREDE INVISÍVEL


Eu busco definições para tortura. E enquanto não encontro as que me satisfaçam e completam e explicam tudo o que se passa em algun obscuro lugar de mim mesma... enquanto isto vou fazendo de conta que respiro normamente. E falo. Normalmente. Retribuo sorrisos. Normalmente. E seria até capaz de jurar que em alguns momentos de meu sono, lá nas profundezas da noite, certas pessoas tentaram me dar bons momentos. Para aliviar ou para me comprometer? De qualquer maneira eu acordei. Novamente. E respirei. Quase normalmente. E agora o dia segue. Normalmente. E vou evitando o momento em que as definições parecerão claras e próximas. Cairão sobre mim como uma chuva cáustica e talvez me façam compreender bem mais do que eu tenha vontade. Intencionalmente. A respiração se esvai. Soluça na minha garganta. Puxo e ela teima em não vir. Me tortura. Eu sabia... Sabia desde sempre...Sempre soube... Por que?


(Gotan Project - um dos grupos que mais gosto de ouvir - Aqui, enclausurada em mim, ouço La Revancha del Tango)
Imagem: Fugue-650 Andrzej Malinowski Art

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails