sexta-feira, 8 de agosto de 2008

08.08.08


Um monte de oito. Gordinhos, amontoadinhos, rechonchudinhos. Bolinhas umas em cima das outras. Brincadeiras de criança. Ou toda uma simbologia. Infinito. Alfas e ômegas se intercalando e abraçando hipóteses até chegar a um significado último... e tudo então se envolve, se mistura, se une, se torna uma só coisa e... tomba! Infinito, o símbolo do infinito, deitado, de costas, tenta se levantar mas não consegue. O peso é a constância de sua união. Se fizer um só movimento, virá o caos.


Imagem: Infinity_symbol.svg‎ (Wikipedia)

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails