quinta-feira, 28 de agosto de 2008

OLHOS EM CENA



Mudo meus olhos de cena
e mudo meu olhar
Dentro de mim entram outros olhos
e outros personagens
Mas somente nos olhos.
Somente no olhar.
Cintilante, borbulhante...
Vivos.
Pintados, Ornamentados, Coloridos!

E com os olhos, só com o olhar deles
Começo a perceber o mundo diferente
A atiçar a vida, a aguçar os sentidos
Roçar as pessoas, acariciar as situações
me embaraçar mundo a fora, aflorar...
Ver tudo o que nunca vi.
Sentir o que não senti.
Até o êxtase, o vômito, o gozo.
Aí, simples como o nada,
Duas lágrimas escorrem.
Meus olhos então,
Voltam a ver o mundo como eu
sempre vi, fantasma solitário,
observador.
Sou eu outra vez e mais ninguém
me habita.
Até quando?


(Meu fundo musical hoje é uma televisão infernal que não cala a boca por nada deste mundo. Haja!)

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails