sábado, 16 de agosto de 2008

SÓ PRA CONSTAR


A chuva que caía deixava no chão pingos ruidosos que dançavam sobre o terraço. Quase um balé. Um clássico da monotonia. Dentro e fora do recinto havia uma necessidade de observação e escuta. Infelizmente um raio de sol interrompeu a cena e emudeceu a chuva. Os pingos se recolheram e acabou a dança e a música. Um outro tipo de monotonia se instalou. Mas esta era menos visível, ela era brilhante.


Imagem: "Rainy Day" by Alexander Volkov

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails