quarta-feira, 3 de setembro de 2008

PERVERSA


Leite condensado
chocolate
cremes
frutas...
Sabores da
dissidência
de todos
os valores
Incrustados
no ventre
ancorados
nos quadris
mortos de
saudade
nas lágrimas
de saliva
que caem
da boca...
Enterrados
sob a lápide
fria
do último
grito
NÃO!


1 de papo!:

Sergio LdS disse...

Jacque, perverso e perturbador. Li o poema rapidamente; seguidamente. Fiquei atordoado. Não "resisti".
Abraços.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails