domingo, 2 de novembro de 2008

SÓ PRA CONSTAR


Normalmente hoje deveria ser um dia anormal. Deveria? Não sei... Lembrei agora há pouco que o dia (dois de novembro) chama-se "Finados". É o dia de honrar, de lembrar, de falar, dos que partiram sabe lá para onde. Como nunca gostei deste dia, nunca levei em consideração. A pessoa que lembro que sempre levava este dia a sério era meu avô Abelardo. De manhã cedo, bem cedo, ela já tinha partido em direção ao morro, para aquele lugar estratégico onde estão enterrados os nossos. E lá ia ele, seu chapéu e seus montes de flores num táxi. Nunca fallhou.
Agora seu nome também está lá. Seu nome e o de tantos outros. Vários "finados". E eu aqui, completamente desafinada, tentando acertar o passo sem eles todos. Nada de flores, nada de velas, nada de rituais. Apenas muitas recordações.
E um dia normal. Um dia de outono, frio, cinzento, uma corrida de fórmula um que esquentou um pouco os ânimos. E um olhar vago para a manhã de amanhã de manhã.

1 de papo!:

rita disse...

QUICAAAAAA!!!!
TÔ COM SAUDADEEEEESSSS!!!!
BJOOOOOOOOOOOOO!!
É que é muito longe, né?
Por isto precisei repetir tanto as letras!!! ahahahaha!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails