segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

MUDANDO OS HÁBITOS


Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas
Que já têm a forma do nosso corpo
E esquecer os caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares
É o tempo da travessia
E se não ousarmos fazê-la
Teremos ficado para sempre
À margem de nós mesmos

Fernando Pessoa


Desde o final do ano passado eu estava assim, vamos dizer, "programada" para mudanças radicais. Sabe quando lá dentro, bem dentro da gente parece que tem uma placa de neon imensa piscando com um letreiro? Pois fui pra dentro de mim ler o tal recado espalhafatoso. Li e segui, como poucas vezes na vida, a frase daquele letreiro sem questionar:


FAVOR FAZER FAXINA GERAL NA SUA VIDA!

Foi ler e algo em mim mudou. Nada consciente não. Mas... Achei melhor começar pela alimentação. Se já tinha coisas que eu não comia, agora danou: comer, só com a boca e pelo bem-estar do corpo. Decididamente, olhos não tem boca, não foram feitos para comer e muito menos para dar palpite naquilo que eu deva comer.

A faxina geral é geral mesmo. Da alimentação, passando por medicamentos (e os próprios médicos) até armários. Dos dvds e cds gravados por mim e lotados de coisas (para "um dia", "caso precisar", "pra não esquecer", etc.) aos dvds e cds ( falando de dvd: os que já vi, já vi, se quiser ver de novo aparecerá a oportunidade; os que não vi ainda... será que queria mesmo ver??) que tenho plena consciência já estavam utilizando espaço demais. Dos livros e revistas guardados para ler depois a... E por aí vai.

Comecei no dia 6. E quanto mais vou fazendo a limpeza, melhor me sinto. Acho que até fim de janeiro uma grande parte estará feita. Aí passo pra etapa seguinte. E vou em frente.

Esqueminha que fiz no dia que vi o painel neon interior:

1- O que eu acumulo (guardo, coleciono)?
2- Por que (com que objetivo) acumulo?
3- Para que (vai servir, utilidade) acumulo?
4- Quando comecei a acumular?
5- E se eu não acumular (carpe diem)?

Fui respondendo e confesso que muitas respostas foram bastante susgestivas. Saídas do meu coração (inconsciente, algumas vezes?) bateram de frente com minha maneira de pensar. Alguém pensou em resistência? Resistência e das boas! Sorte a minha que quando eu decido alguma coisa é preciso ser doido pra ficar na minha frente. E isto ficou valendo para todos os excessos, caibam eles em gavetas, estantes ou somente na minha mente.

Faxina é faxina e decidido está. O resultado ainda vou experimentar. E será visível, tenho certeza!

1 de papo!:

rita disse...

Muito 10 esta tua decisão...ó:'mor apoio, saca?

rsrsrs

Bjos

obs.: hoje eu disse para o advogado que trabalho que eu já sou muito rica... só me falta o $$$, mas nem ligo!!!

... ele não entendeu!!!!

que pena!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails