domingo, 15 de fevereiro de 2009

Jazigo do Tempo


Linhas
que afundam
inundam
percorrem
o rosto.
Entradas,
saídas
estradas
da vida.
Sinais
sem
fumaça
armadilha
da caça
do tempo
impiedoso
ao formoso
que jaz
entre
as linhas
profundas
oriundas
do medo
passado
a perder-se.

1 de papo!:

J. Machado disse...

Bom domingo a Vc Jacque!Suas frases soltas se ajuntam quando lemos e ficam lindas!
abração

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails