sexta-feira, 8 de maio de 2009

Dito ou Não Dito, Eis Porque Não


Eu não posso pensar nas coisas que gostaria de ter dito e não disse e também não posso me arrepender do que disse, pensando ou sem ter pensado. Porque os passos que dei me levaram adiante e a pessoa que falou ou silenciou lá atrás pouco era de mim o que sou hoje. O que eu diria ou não agora? Não sei. Encruzilhadas existem o tempo todo e adivinhar respostas é a pior das questões.



Imagem: Paris-en-couleurs par Lucie

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails