segunda-feira, 18 de maio de 2009

Poemas em Silêncio



Poemas
em silêncio:
foram todos
os teus olhares
em mim
para mim
quando
nem mesmo
as mãos
sabiam
o que
fazer.





(Ouvindo Sting...)

1 de papo!:

Anônimo disse...

Amiga Jacque "poemas em silêncio" é do tipo que eu gostaria de ser a autora ehehehehe
UAuuuuuuu quando as mãos ficam atoleimadas só os olhos conseguem, ou ao menos tentam dizer... da da devoção, do turbilhão...
Parabéns, morri de inveja. Da boa!
Bj da Fatima - desde a ensolarada praia do Mar Grosso, plena de bem-te-vis chamando, na terra da Baleia Franca, da tainha, do vento nordeste, do camarão, da República Juliana, do butiá,do S. Antonio, do Bloco da Pracinha,do Pepinha, dos botos nos Molhes da Barra,do Farol de S Marta com seus milenares Sambaquis... ah que terra...onde tudo é jorro. Onde somos todos órfãos de mãe Anita -

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails