quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Pescador de Imagens


Passou a vida
pescando vidas
e nas vidas,
imagens.
Lia pensamentos
transbordava sentimentos
e sofria, sofria
tanto pelo que via
e pelo que não via.
Sofria pelo mundo.
Um coração único
era pouco para um
universo de dor...
e de amor.
Pescava a dor
e a beleza
nas cenas alheias.
Onde os outros enxergavam
a pobreza ele, ele?
Ah, ele já tinha visto toda a riqueza!




Imagem: `Pintura de Richard Calil Bulos, enquanto lembrava aqui de sua última exposição em Genebra, na OMC, chamada de "Pêcheur d'Images". Coloquei o título, falei pra ele pelo telefone e e ele adorou. - Pai, tem certeza que não quer vir? Do outro lado aquela risadinha.... - Não, eu não gosto destas coisas. Mas se a tua mãe quiser ela vai! / Danados. Não vieram, nem um e nem o outro. E agora eu olho, pro infinito dos céus que ele pintava e me pergunto: onde será que andam aqueles dois? Porque com certeza andam aí pelo universo a perambular juntos, nunca se separavam para nada... / E penso que a vida deles foi um poema, um poema de amor. Eterno e que durou.


1 de papo!:

zuleida disse...

Tenhas certeza disso!!! A vida deles foi um poema de amos!!!
Beijos
Saudades!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails