sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Estampada


Dengo eu faço,
dengosa
estampa florida
no tecido
descorado...
Passeio pelos teus meios
e lá estão os teus fins
- tão comuns! -
como os versos insossos
- mas fogogos! -
desta que te atiça
mais que encanta;
rebuliço, rebordosa
revolução, revoltosa...
Um dengo... dengosa...
no ombro, na fossa
nos braços e abraços
que não sejam - oh deus! -
os de Morfeu!

1 de papo!:

HSLO disse...

Oh! Deus! os de Morfeu....adorei o texto.

abraços


Hugo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails