quinta-feira, 3 de setembro de 2009

O que te equilibra?


O que te equilibra? Sério, responde. Se não responder pra mim, responde pra ti mesmo. O que te equilibra? Vem de dentro ou vem de fora? O que te dá aquele sentimento de que os dias passaram (e bem) sem que tenhas que ter lembrado deles a cada manhã ao acordar, ao sair da cama?

O que te equilibra e te dá aquela sensação de quase dever cumprido talvez não no final de cada dia, mas no momento de olhar alguma foto, ou simplesmente de olhar para trás. O que te equilibra é uma pessoa, um hábito, uma crença, um remédio, um trabalho, um alimento, um animal, um lugar, um sonho, uma esperança...? O que te equilibra?

O que te faz caminhar sorrindo pelo fio da vida, esta corda de circo que mais alta não poderia estar, com os braços abertos, o sorriso no rosto, até chegar do outro lado? Neste circo, onde não podes olhar para baixo para saber se a rede está lá para te amparar, se o público irá te aplaudir ou está torcendo para que caias... onde o outro lado nada mais é do que a outra ponta, idêntica ponta de onde saístes em caminhada destemida e quase cega...

O que te equilibra? O que te dá a força de manter o equíbrio? Vem de dentro ou vem de fora? Veio a ti ou fostes buscar? Te dá o verdadeiro equilíbrio ou apenas a ilusão de estar equilibrado? É de concreto, é um tapete, é uma nuvem, o que está sob os teus pés? Qual a sua solidez?

O que te equilibra poderia te desequilibrar se desaparecesse hoje? E para onde te levaria o desequilíbrio?

5 de papo!:

O símbolo disse...

O que me equilibra?

Umfiodemarioneteminhafamíliaquietaaomeuladosorrindopramimsemmanter-measrédeascaipirinhaforteemdiadejogofutebolcomosamigosbonslivrosemhorascertasfilmesmarcantesnasegundafeiranocinemaumbomblogboamusicaboacompanhiasãopaulofutebolclubeminhavidaeetc!

Causaram-me calafrios as duas últimas perguntas!

Abraços

Pauline Machado disse...

Meu Deuss, arrepiou-me todos os cabelinhos com suas perguntasssssssss!!!

Não soube responder, acreditas?

Voltarei mais tarde com as respostas...rsrs

TEXTO SENSACIONALLLL

Beijosss

Anônimo disse...

Minha nossa. Eu me perdi.

Carlos Damião disse...

Bonito texto, bonitos textos ao longo do que pude ler hoje, até este momento.
Escreves com graça, profundidade, ternura.
Ao retribuir a visita lá no meu blog, acrescento a este comentário: apesar de muito mais velho que eu, Armando Calil Bulos frequentava a redação de O Estado, lá pelos anos 1980 e 1990, quando fui editor de opinião, política e editor-chefe. Tornamo-nos amigos. Pelo sobrenome de seu pai, calculo que fossem irmãos ou primos... Confere?
Abraços,
Carlos Damião, Florianópolis, SC

HSLO disse...

Meu equilibrio vem de uma forte oração ao meu pai Oxalá e aos demais Orixás. Acompanhado com a bela voz da Maria Bethânia.

O desequilíbrio poderia me levar a desgraça...a gritar com alguem, a ser grosso com outra pessoa.

Nossa...

Amei o seu post viu.



abraços

Hugo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails