quinta-feira, 7 de outubro de 2010

VERSOS VERSOS


O ponteiro passeia
pelo relógio afoito.
Horas não marcadas.

Cogitando mudanças
saltou a folha da árvore
na mesma estação.


Primeiros dizeres
da primavera:
ai que flor!


Foram os olhos passear
pela cidade viva.
Encontraram a saudade.


Café e pão e bolo e rosca
sonhos descansados
numa manhã de sol.

2 de papo!:

pauloa disse...

ViVA A jACQUE VOLTOU...
Eu

Anônimo disse...

Adogo a parte do café com bolo e rosca descansando sonhos ao sol.
Ai ai... kidiliça! Bj. Fatima

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails