segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Bilhete no caderno preto


Ao moço da loja de eletrodomésticos:

Você esqueceu em cima do balcão do bar da dona Lani este caderno preto. Estou devolvendo porque reconheci o caderno que estava sempre com você na hora do cafezinho. Não se preocupe, só li o seu nome para ver para quem deveria devolver. Na verdade li mais do que isto porque nem tinha o seu nome e eu só descobri isso na última página, em branco, depois de todas as outras escritas. Na verdade, moço, faz uma semana que estou com seu caderno, lendo e me apaixonando por suas poesias. Aí foi que pensei: uma pessoa tão cheia de sentimentos não merece perder um objeto que aprecia! Desculpe a demora para lhe retornar o caderno, mas com ele nas mãos lembrei do seu rosto todas as noites, folheando e lendo, seu rosto que nunca sorri enquanto toma o café e escreve. Mas notei hoje que estava escrevendo num guardanapo. Então pensei que não podia esperar mais. Espero que perdoe o atrevimento desta que já estima sua pessoa através de suas palavras e do seu jeito calado.
Assinado: a moça que lhe deu o guardanapo hoje, quando ele caiu no chão.

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails