quarta-feira, 9 de março de 2011

Eles e eu


Porque eu não posso mais vê-los e nem estar com eles no abraço que nunca mais veio
Eles me chegam nos sonhos e ficam, ficam vivendo dias comigo numa vida outra que esta que agora está tão vazia
Vivemos juntos vidas não escolhidas, instantes com as estampas coloridas dos sonhos
Não sofremos mais, nós sorrimos e conversamos e temos instantes de paz.
Meu pai continua a me dar conselhos com a voz quase calada como se no fundo não achasse de verdade que eu devesse ouvir
E minha mãe, ela tão linda foi e continua linda e ainda está tão linda, se veste para sair e eu saio com ela e vamos nós duas passear nem eu sei onde.
Passa a noite e os momentos passam e eles são uma existência
Como se não fosse haver outra manhã e o amanhã não fosse nunca mais chegar...
Os avôs, as avós, o irmão, tios e tias, como está povoado o paraíso!
Só de saudades quase está povoada a vida do lado de cá!

Imagem: brambura33

1 de papo!:

Anônimo disse...

aqui cheguei e te vi com eles.
fiquei de longe assim como precisam ficar os que em silêncio observam encontros.
foi muito importante estar sem estar e ver sem ver. há momentos que o tempo não obedece relógios né? há dias que palavras são sem efeito porque os significados estão no sentir. compreendo, compreendo são estados, estações, outras frequências e sintonias. só
suas e dos seus. gostei de participar mesmo apenas como voyeuse. bj da véia cunhã. p.s.: ah parabéns. eu sei, é por este mes!abraço. p.s.:2 as capas estão lindas, com certezaaaaaaaa!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails