sexta-feira, 1 de julho de 2011

Falando demais

Na falta de palavras que apenas explicassem, ele abaixou a cabeça. Nada do que dissesse ali tiraria o peso do que dissera antes. Lembrando do que a mãe sempre falava (que "emenda era pior do que o soneto"), nem tentou desculpas. Esfarrapadas ou elegantes, as desculpas não o ajudariam. Olhos baixos, calou. Estava sem graça e sem a graça dos demais.

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails