quarta-feira, 20 de julho de 2011

Não ser teu sonho

Se não fui o teu sonho não te perguntarias:
por que?
Talvez tivesse a manhã já chegado,
não dormias
ou era noite ainda
e a insônia te acompanhava...
Talvez tiveste tu o despertar no coração
a vontade de não ver mais meu corpo
como algo etéreo e inconsumível
e, sim, como carne.
Pele a ser tocada quente, lado a lado no colchão.
Ser um sonho pode ser a onda passageira
o céu inatingível
ou o desejo irrompido
da paixão nada serena.
E na realidade, o corpo presente,
senhor da alma e dos sentidos
não é sonho.
Fala, se mexe, perturba, toca, se aproxima e se retira.
Na realidade, o sonho ausente
sem alma e sem nenhum sentido
nunca foi verdade.
Eu sou.
E é o que queres.



Imagem by Obsolete Angel

1 de papo!:

Universo Paralelo disse...

É triste quando descobrimos que não somos o sonho de ninguém, mas é preciso sonhar, quem sabe um dia ainda sejamos, beijos, e feliz dia do amigo!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails