sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Através do não


Nem hoje serei
e nem nunca.
Não espere de mim
hoje ou nunca.
Não me perca o tempo
e nem me arrume desculpas.
O quero é o que não há ainda
não está decifrado e nem disponível
e não tem respostas fáceis
através de sonhos, adivinhações e equações.
Quero o direito de não ser.
E daí, me dirias?
E daí, eu diria?
O que eu quero é uma vontade não absoluta
e o que acontecerá será a verdade absoluta.
Coisas da realidade.

 
Imagem: Joy by  Joy -deviantART

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails