sábado, 26 de novembro de 2011

Um instante

Tenho viajado a céu aberto, sendo violentamente apedrejada por dons que nem mesmo sei se realmente algum dia possuí ou se são ou foram verdadeiros...
Virtudes sociais. Tantos elogios por virtudes destas e outras recebi durante os passos na rota da vida. Cada um deles, dos elogios, em sua grande maioria foram como pedras atiradas.

Muito tempo depois, já longe no caminho, canso e procuro guarida. E ela não existe.

Então sigo em frente sem mais elevar as mãos ou a voz para tentar me proteger.

Sigo esperando que a estrada ou as pedras tenham um fim.


(De meu livro Coracional, 2007)

Pintura de M. Cristina Baracchi Ferma per un attimo

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails