sábado, 10 de dezembro de 2011

Passagem do tempo

As horas, só passam por nós
como vento silencioso, calmo e quente.
Chegam leves de esperanças
e vão-se carregadas de lembranças.
Quase chegam chama-se presente
ao partir já as chamamos passado
mas são elas as horas
as mesmas que esperamos
sentados, correndo, ansiosos, desesperados
sem vontade, com desejos, corações apertados.
As horas que o tempo usa para formar seu arco
e tal qual a navegar, um barco
nos leva pela vida em trânsito frequente.
Não há lugar para estacionar
os portos são pequenos e só aceitam por um limitado instante.
As horas, elas passam por nós
E como o vento apenas acariciam nossas faces
desenhando ao mesmo tempo nestas mesmas faces
A tatuagem indelével de sua passagem.

 

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails