segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Poeminha 32

Enquanto adormecida sigo adiante
e busco evitar as dores mais gritantes
volto-me, perdida, para dentro de mim...

Onde há medos mas também esperança
onde há guerras e também a bonança
tudo que começa tem seu fim...

As coisas sentidas...
Pessoas queridas...

E depois outros sonhos virão fazer parte
e serão perfeitos em toda sua arte
me farão amar ainda mais a vida.

Imagem: childhood dream by thesong




7 de papo!:

Cintillante Alvarenga disse...

Oi Jacqueline, tudo bem ?
Gostei do Poeminha 32!

Passa lá no blog.

Cintillante Alvarenga disse...

Esqueci de falar do blog. Você é minha seguidora lá.

http://cintillantealvarenga.blogspot.com/

Evelyn Cieszynski disse...

Esplêndido!

Jacqueline disse...

Obrigada Cintillante! bjos pra você!

Jacqueline disse...

Oi Evelyn, muito obrigada!! bjos!!

Débora Sader disse...

Lindo poema! Parabéns pelo Blog! Se quiser conhecer, tenho um de poesias www.deborasader.blogspot.com

Abraço.

Jacqueline disse...

Oi Débora, muito obrigada! Vou visitar seu blog! Abraços!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails