sábado, 14 de janeiro de 2012

Poeminhas 47

Grãos de areia no chão.
A ampulheta quebrada
desistiu das horas.

O tempo segue.
Adiante, sempre adiante
atrás nada mais há.


Esquecimento.
A hora de conhecer
o novo, sem despedidas...

Saudades seriam
pontas de linha.
Eu costurava a vida...



Imagem by Wings of dust

7 de papo!:

Suziley disse...

E a vida se fez!! Um lindo dia, bom final de semana, Jaqueline, bjos ;)

Evelyn Cieszynski disse...

As palavras são poucas e simples.
Os sentimentos que brotam delas são muitos e interpretados.

Jacqueline disse...

Oi Suziley!
Obrigada querida, desejo a você um belo dia! bjos!

Jacqueline disse...

Obrigada Evelyn, um grande beijo!

Francine Ribeiro disse...

Cai aqui por acaso. Lindo poema!
abraço

Jacqueline disse...

Que bom Francine, seja bem-vinda! Abraços pra você!

Carla disse...

adorei o poema...bjinhos!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails