sexta-feira, 22 de junho de 2012

ADORAÇÃO



Adoro o teu corpo
e o meu se transformando
em extensão do teu.
Tuas mãos que abrigam
os carinhos sonhados
em momentos tão só.
Adoro os minutos
que a espera propõe
antes de te encontrar.
A ânsia doída
e a entrega infinita
a quem me dou sem pensar.
Adoro tua voz
me dizendo entre dentes
que não sabe o que quer.
Contradição tão grande
de abraços chegando
sem pedir nem mandar.
Adoro as despedidas,
todas elas tão cruas,
o não ter que voltar.
E as voltas inteiras
que fazemos buscando,
a paixão, a paixão.


(Poema publicado no livro Coracional, 2007)



0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails