quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Poeminha para um poeta nada qualquer


Não vejo o amor com teus olhos.
Eles são olhos de poeta transgressor
que transforma tudo
em paixão.
E se não fosse?
E se fosses,
um poeta doce...
te entregaria eu meu coração?
Ah, talvez não...

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails