quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Lembranças

Eu sempre gostei de brincos. Dos mais variados tipos. Uma vez me apaixonei por pedaços de um lustre lindíssimo de cristal antigo de uma tia e resolvi fazer brincos pra mim. Fiz, coloquei nas orelhas e passei a andar pelas ruas orgulhosamente com eles. Até o momento de voltar para casa e sentir o olhar ameaçador de minha mãe, ver o chinelo subindo e ouvir sua voz inconfundível: tira já isto da orelha, menina! Não está vendo que já está quase rasgando as duas orelhas?? Tirei. Triste, mas tirei. Imagina desobedecer a Terezinha...


0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails