segunda-feira, 3 de junho de 2013

Para ser feliz

Não tenho comigo as dores de ontem
elas ficaram guardadas num canto qualquer
não ficaram expostas
como uma fratura de um osso
que não se recupera.
Não trago comigo estas dores também
porque escolhi assim, caminhar sem elas
sem o sangue que de mim
escorreu como lágrimas
e quase me afogou.
Sigo adiante.
Me movo em frente.
Busco o horizonte.
Não perco o foco
que é restaurar a fé na esperança
e dela arrancar até o último suspiro
na fé
boa fé
a fé de ser feliz.



0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails