sábado, 30 de novembro de 2013

Adeus silente

De repente as luzes da cidade se apagaram.
O mar escureceu. O céu também.
Foram saindo as pessoas, uma a uma.
Logo, mais ninguém.
Sobrou a estátua sobre o morro a velar por uma laguna morta.

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails