sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Poema de amor à vida (31)

Há sementes no jardim
espalhadas
pelo vento quente.
A chuva abençoou-as 
com suas lágrimas
e em breve elas serão verdes, amarelas, vermelhas, lilases...
serão flores, serão árvores.
E tudo porque o céu e a terra fazem amor constante
para dar luz à vida.

Imagem by Kagaya

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails