quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Ausência e Presença

E a ausência nua
tendo se tornado saudade
amplifica os sentidos:
cheiro
voz
presença tua em mim.
Em meus pensamentos
sentimentos que se disfarçam
em olhares perdidos.
Na primeira ocasião
em que teus olhos encontrarem os meus...
sem surpresa
revelar-se-á a paixão...
Nos poros, arrepios de pele encantada
como serpente.
Nos lábios, umedecidos e frementes
Nas mãos, agitadas e incandescentes.
Se hoje há a ausência crua
ela só serve para aumentar a voracidade...
lembrança do cheiro
da voz, do calor...
presença tua enfim.

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails