sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Carnaval sem fantasia

Carne.
Aval da carne.
Carnaval.
Sangue, suor e ouriço.
Feitiço.
À margem
sem margens
marginal.
Tudo vale.
Tudo pode.
Na vala, na rua.
Contra a parede nua.
Para esquecer depois
junto com o feijão e o arroz
e tudo o que for normal.
Carnaval.

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails