sábado, 14 de junho de 2014

Através da janela

Pela janela entram todos os barulhos vindos do exterior.
Eu observo.
Pela janela passam todos os passos pelas ruas e calçadas.
Eu observo.
Há pássaros que cantam a primavera.
Há risos de pessoas que conversam alegremente.
O céu está azul
e as cabeças baixas que também passam, olhando o chão,
não o veem.
Eu observo.
O céu está azul
e nem se sinal da tempestade de ontem,
quando a chuva trouxe mais vida à terra.
Eu observo.
Observo a vida em todas as suas formas.
Enquanto vivo a minha
vida.

Imagem by Giverny

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails