quarta-feira, 1 de abril de 2015

Versando, versando

Parto imediatamente.
...sem um instante para trás, parto.
e num excitante momento, renasço!


Conto nos dedos
os momentos felizes.
Cadê a terceira mão?


O poema é curto
as saias médias...
só a paciência é longa.

O poema é longo
as calças curtas...
só a expectativa é média.
O poema é médio
o vestido é curto
só a respiração é longa...
Curtos, médios e longos
dentro do tempo todos iguais
todos minutos, horas e tais...

A máquina de escrever, no canto
observa o computador com espanto...
ele não usa o papel!

A pressa está nos meus passos
nos meus sapatos, os calos...
caminhar às vezes dói...

0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails