terça-feira, 2 de junho de 2015

A criança interior

Algumas pessoas, quando crescem, abandonam a infância sem saber que é preciso mantê-la viva em nossa alma para que o equilíbrio exista. Os sonhos precisam da inocência infantil assim como as esperanças. E quem vive sem sonhos ou esperanças? Mas quando crescemos e renegamos este lado importante de nós, há um amargor que toma o ser e faz dele um sujeito desesperado e triste.
Crescer sim, amadurecer sim... mas sem nunca perder o frescor e a harmonia que a criança interior nos proporciona!


0 de papo!:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails