terça-feira, 17 de março de 2015

Versinhos



Palavras ao léu
coração de papel.




Olhos e punhos
cerrados.
A fome da raiva.




Uma senha por favor
para o silêncio...
GRITO!




Flor, abre preguiçosa.
O sol mimando
uma lágrima de chuva.

Não apague as estrelas

Por favor
não apague as estrelas...
hoje eu quero sonhar...
Dormirei mais tarde
quando a lua também
for dormir.
Quero passar horas a olhar o céu...
Quero passar horas a me encantar com o céu...
Quero passar horas a navegar pelo céu...
Por favor...
não apague as estrelas...
Elas são meu guia neste infinito sonho!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails