quarta-feira, 20 de maio de 2015

Eu amo os ventos!

Só eu posso falar mal do vento. Ninguém mais. Como falar de mãe, de irmão, coisa assim. Porque eu amo o vento, amo suas peripécias, sua arte, suas doideiras. Amo quando vem manso e amo também ouvir seus cantos bárbaros. Mesmo se me assusto quando ele se transforma em ventania desenfreada, mesmo se temo sua força. Só eu posso falar mal do vento e dele dizer coisas chatas ou abomináveis. Ninguém mais. Porque meu amor por ele é maior do que as raivas que sinto, meu sentimento é de paz e quando ele passa por mim se acalma junto em meu coração. O vento é meu companheiro, me lembra o mar, me traz seu cheiro; me lembra os campos, levanta e carrega consigo o cheiro de mato. E os cheiros de mar e mato enchem meus dias de vida, fazem de minha vida um recanto natural de amor. Só eu posso falar mal do vento... ninguém mais... a não ser que aprenda a amá-lo como eu!


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails